Instagram

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Desabafo na madrugada

Eu não passo por aqui há muito tempo, eu sei.
Resolvi escrever agora, de-repente, porque estou num momento meio crítico, fazia algum tempo que eu não passava por isso. Eu estou à flor da pele, chorando o tempo todo, e não é TPM, tenho certeza.
Então você já está avisado, este é um texto deprê. É mais um desabafo, e dessa vez eu não vou ficar tentanto me fazer de positiva como eu sempre faço, maquiando que estou ótima, que tudo vai dar certo no final. Neste momento não estou tão ótima... (Calma! Não estou cagada, descabelada, entupida de drogas, jogada pelo chão, pelo contrário, hoje até tomei banho, passei creme no cabelo, depilei o suvaco porque estava ficando alemão, passei hidratante cheiroso no corpo e pus roupa limpa! Afinal cuidar da higiêne é fundamental pra auto-estima, ainda mais aqui onde ela diminui absurdamente... ).
 Mas então, voltando ao momento de desabafo deprê:
Estive no Brasil durante o último fim de ano, no total acho que foram 2 meses. No final de 2010  também fui para o Brasil no inverno, fiquei 3 meses. Ou seja, estou desacostumada do inverno europeu, despreparada psicológicamente para essa prova.
Neste último perído no Brasil prestei muita atenção no meu estado de humor. Percebi que cheguei ao lá, especialmente onde está minha família, amuada, calada, murcha, sem Deus no coração eu diria,  e fui melhorando, melhorando, melhorando, até que quando estava próxima da minha volta para a Alemanha eu estava radiante. A vida estava linda, o dia acordava brilhante e cheio de esperança, novidades, gente, cores, sabores! E desde que eu saí pela portinha de desembarque, onde as pessoas ficam esperando os conhecidos, no aeroporto daqui de Frankfurt, voltei a enxergar tudo cinza. Olhei em volta, sorridente e não vi ninguém sorrindo, pelo contrário, vi gente amudada, com a cara amarrada, vi um homem jovem com uma cara tão fechada e uma aparência tão baqueada que me lembro que pensei: "Nossa, viva o clima do inverno! Esse deve estar sendo terrível!" E o silêncio........ muito silêncio. A rua a um cemitério.
E está difícil. Nos últimos dias pelo menos faz  sol, mas temos entre -12° e -8° (Ainda bem que eu não estou na Russia, lá está muito piór, imagina!).
Eu tenho que ficar arrumando motivos pra sorrir, as vezes fico procurando piadas na internet! Não tenho conseguido sair muito na rua, como estou ainda de férias do trabalho, se eu quiser sair tenho de arrumar motivo.  Está muito frio lá fora. Pra mim  é  muito frio. Mas piór mesmo que o frio é o tédio, está muito, muito, muito entediante. As pessoas estão sem brilho, todo mundo de preto, marrom, cinza, azul escuro...Todo mundo apático, pálido.  Dificilmente alguém sorri para mim e tenho a sensação de que ninguém se interessa por mim realmente, que ninguém se interessa por ninguém....
Hoje falei pelo telefone com minha mãe e na despedida ela disse: "Toma cuidado aí Lú, não vai ficar muito no frio, nem ir em lugar perigoso..." Eu achei tão doce, no Brasil eu daria um pequeno sermão pedindo para ela não me tratar mais como criança, aqui eu me senti tão confortada ouvindo ela falar assim comigo. E desde que desliguei o telefone estou derramando lágrimas gratuitamente. Em 2 semanas de regresso estou num estado de carência vergonhoso, lastimável.  Quando estou forte como fico no Brasil não tenho problemas em ficar sozinha, mas agora estou uma manteiga, e nem estou realmente só, mas ainda sim me sinto muito solitária. Só alivia quando um dos gatinhos vem brincar comigo ou me pedir comida, aí eu falo com eles em português e parece até que eles fingem que entendem...
Fiquei viciada no carinho que recebi no Brasil e agora sofro de abistinência.  Até desconhecidos na rua foram tão simpáticos e atenciosos comigo!
Me lembrava vagamente que no ano passado, quando voltei de lá também levei um bom tempo para aceitar a nova realidade, mas tinha perdido a noção de como era. Mais um motivo pra eu estar registrando isso aqui agora.
Eu voltei com vontade de fazer tanta coisa, tantos planos, mas pelo visto só quando voltar a esquentar e as pessoas voltarem a sorrir pra eu me recordar desta animação... Enquanto isso eu hora luto contra o tédio e o desânimo e  ligo uma música alta, hora me entrego e fico chorando no sofá... 

4 comentários :

  1. Oi, o frio ta mesmo terrivel!

    Li algumas coisas tuas, entendo a tua tristeza, nota-se que vc é mais feliz estando no Brasil. Porque nao volta? Alguma coisa te prende aqui? Fiquei triste por ti :-(

    Espero que pelo menos quando a primavera chegar, vc se sinta melhor, ressurgir um pouco assim como as flores.
    É o que desejo a vc. Que desabroche com a primavera.

    um bj

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Olá Nina, respondi seu comentário neste post: http://ponteparaalemanha.blogspot.com/2012/02/resposta-ao-comentario-da-nina.html

    Obrigada pelo comentário e por me trazer esta reflexão!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Nossa... eu vou pra Alemanha em agosto e penso muito nisso tudo que voce escreveu.
    Eu sou do Ceara e estou tao acostumada com o riso das pessoas... ate os desconhecidos sao gentis comigo. Sei que na Alemanha vou aprender a ser mais independente e tal... mas vou logo me acostumar aqui com a falta de sorrisos no inverno rsrs

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo! :-D